Archive for janeiro \30\UTC 2010

Meu mais novo texto…

janeiro 30, 2010

Faz tempo que não escrevo! (que novidade, não?)

Voltei sem pauta elaborada (algum dia elaboro!), mas com um texto de minha autoria, curto e fresquinho!

espero que gostem…

Areia e Mar

Em qualquer praia pode-se observar um intrigante caso de amor. É a história entre Mar e Areia.
Mar é belo, mas muito imprevisível. Às vezes suave, às vezes furioso, mas sempre apaixonante.
Areia é tranqüila, um pouco monótona talvez, mas sempre receptiva. Receber pegadas e rabiscos todos os dias não é incômodo para ela, pelo contrário; gosta de ver as pessoas calmas ao entrarem em contato com ela.
O Mar cobre a Areia, mas não por inteiro, pois quer ser livre, poder ondular simplesmente na superfície, enquanto a Areia, amorosa, deseja que um dia possa absorver o Mar por inteiro, e assim seriam eternamente uma coisa só. Ela até se recrimina por seu desejo tão egoísta, pois sabe que não é a única a amar o Mar, que muitos humanos o amam também.
O Mar, sentindo um misto de culpa e saudade, joga suas ondulações, com a ajuda do Vento, para a parte descoberta de sua amada Areia, que sempre o espera; Lhe dá um beijo suave e deixa que ela absorva uma parte de si próprio, para depois recuar.
E assim, mesmo que a Areia não tenha o Mar só para ela, ambos acreditam no amor que compartilham. E, a cada ondulação e a cada beijo suave, tem certeza de que esse amor é real, mesmo sabendo que nunca serão uma coisa só, mas que, para a felicidade de ambos, nunca estarão separados.

Autora: Anaís Monte Serrat Magalhães (eu mesma)

Encerro o post por aqui, comentem se quiserem e puderem.